Call Center
 
Buenos Aires
BUENOS AIRES
Alojamento em Buenos Aires  
Hoteis Buenos AiresFotos de Buenos AiresImpresãoInformação TurísticaMapas & Planos de Buenos Aires

Passeios & Excursões

Tem certos atrativos que não podemos deixar de visitar, como por exemplo a rua “Caminito”, que virou museu para pedestres desde 1959, e acha-se no Bairro de “la Boca”. Hoje em dia é um centro cultural e artístico onde os artistas expõem suas obras e onde se vê pessoal dançando tango em toda esquina.


Também não podemos esquecer do símbolo de Buenos Aires, o impressionante Obelisco, que fora erguido em 1936 para comemorar os cuatrocentos anos da cidade. Outro ponto interessante que vale a pena visitar é o Cemitério da “Recoleta”; nele abrigam-se as tumbas de grandes personagens, como por exemplo a da Eva Perón.

Fazer compras em Buenos Aires

A cidade possui muitas áreas comerciais, cada uma delas expondo seus respectivos produtos antigüidades podem ser obtidas no bairro de "San Telmo", os livros na Avenida Corrientes, couros em Retiro; já as lembranças estão em "La Boca". Quanto a desenho, roupas, objetos e decoração, o mais requintado você pode achá-lo no bairro de "Palermo Viejo".

Rua Museu “Caminito” em Buenos Aires

A Rua Museu “Caminito”, é desde faz um tempo atrás um ponto da cidade que visa à exposição de obras de artistas locais e estrangeiros. Com apenas cem metros de comprimento, essa trilha tem se transformado num dos passeios mais típicos de Buenos Aires.


Nos fins de semana poderemos topar com espetáculos de tango e feiras de artesanato. Com o decorrer do tempo, artistas têm ido ajeitando nas suas paredes baixos-relevos, mosaicos, frisos, estátuas e placas. Foi assim que desde 1959, “Caminito” virou o primeiro museu para pedestres do mundo, sem portais nem calçadas.

Calle Museo Caminito Buenos Aires

RUA MUSEU CAMINITO

Casa do Governador em Buenos Aires

O prédio faz parte do Palácio Municipal, acha-se defronte ao Cabildo e é uma das construções que contornam a histórica “Praça de Maio.” Atualmente funciona como a Casa do Governador da Cidade de Buenos Aires. Foi construído entre 1891 e 1902 e a obra foi feita por Juan Cagnoni. O prédio foi erguido sobre terrenos doados ao General José de San Martín, por causa das suas vitórias militares.


Na sua estréia o prédio contava com uma cúpula que mostrava um obelisco um pouco mais alto do que o atual, no entanto, por causa de certos problemas teve que ser demolido. Apresenta um estilo academicista francês com elementos italianos, do mesmo jeito que outros prédios dispostos sobre a Avenida de Maio.

Casa de Gobierno Buenos Aires

CASA DO GOVERNADOR

Casa da Cultura em Buenos Aires

Esse prédio de estilo academicista francês, foi estreado no ano 1896 e planejado pelos engenheiros Gainza e Agote. Sobressai o Salão Dourado disposto no primeiro andar, que é uma réplica de um salão do Palácio de Versailles.


Antigamente foi sede do jornal “La Prensa”, estava provido de telefones, transmissores e receptores de notícias, antes do começo do século XX. Na parte superior do prédio acha-se uma estátua de bronze de 55 metros de altura, a qual mostra-se segurando uma tocha e uma página escrita, simbolizando a liberdade de imprensa. Atualmente o prédio faz parte do Palácio Municipal.

Casa de la Cultura Buenos Aires

CASA DA CULTURA

Feira de Mataderos em Buenos Aires

A feira foi estreada em 1986 como espaço para a difusão e produção das tradições populares argentinas. Fica defronte ao Mercado Nacional da Fazenda, entre as ruas Lisandro de la Torre e a Avenida de los Corrales. Seus inúmeros postos de venda rodeiam o monumento ao “Resero”.


O passeio conta com três áreas, uma de artesanato tradicional, outra para festivais artísticos e por último uma destinada a habilidades “gauchescas”, em torno a qual há outras atividades como exposições, competições, vídeos, palestras, jogos tradicionais para adultos e crianças além de bailes populares e refeições típicas da região.

Feria de Mataderos Buenos Aires

FEIRA DE MATADEROS

O Obelisco de Buenos Aires

É o símbolo de Buenos Aires; foi construído em maio de 1936 para comemorar os cuatrocentos anos da primeira fundação da cidade. Fica no ponto onde foi içada pela primeira vez a bandeira Argentina.


Sua impressionante estrutura ultrapassa os 67 metros de altura e a base tem 49 metros quadrados. Há somente uma porta que permite o ingresso, e na cúspide tem quatro janelas às que só se tem acesso através de uma escada reta de 206 degraus.

Parque Palermo em Buenos Aires

Situado sobre a Avenida do Libertador no bairro “Palermo”, o parque possui mais de 80 hectares de mata antiga. A sua construção començou em 1874, graças a um projeto encorajado pelo presidente da época Domingo F. Sarmiento. O desenho foi feito pelo arquiteto e paisagista Carlos Thays, quem o estreou em novembro de 1875.


Também chamado de “Bosques de Palermo”, este parque é um dos grandes pulmões verdes da cidade. Conta com duas lagoas artificiais margeadas de frondosa vegetação, com aves e plantas acuáticas, que é possível desfrutar de bote ou bicicletas de água.

Parque Palermo Buenos Aires

PARQUE PALERMO

Praça Dorrego em Buenos Aires

Situado no bairro de San Telmo, a feira da Praça Dorrego funciona desde 1970. No início só havia antigüidades à venda. Na atualidade é um passeio tradicional, visitado todos os domingos por mais de oito mil turistas nacionais e estrangeiros e oferece diversos tipos de objetos nos seus 270 pavilhões.


A feira fica no coração do histórico bairro de San Telmo; ali, muitas casas do século XIX tem sido restauradas para virar logo restaurantes de categoría ou lojas de antigüidades. Aos domingos, nas ruas próximas à feira, há os shows artísticos de tango e folclore, e muitos artistas plásticos exibem inúmeras obras.

El Tango Buenos Aires

PRAÇA DORREGO

INFORMAÇÃO CORPORATIVA | FILIAÇÃO PARA HOTEIS