Call Center
 
Puerto Madryn Informaçao Puerto Madryn
PUERTO MADRYN
Hoteis em Puerto Madryn  
Hoteis em Puerto Madryn ArgentinaGalería de FotosImpresãoInformação Puerto Madryn ArgentinaMapas & Planos Puerto Madryn

Península Valdés

Sobre o oceano Atlântico, a 77 km da cidade de Puerto Madryn, estende-se ao longo de 360.000 hectares, esta impressionante Reserva Natural com tão destacável população faunística, que a Unesco declarou "Patrimônio da Humanidade".


Ali os únicos donos e senhores do espaço e do tempo são os animais; os lobos marinhos, os elefantes, os pássaros, os pingüins... Justo na entrada desta Reserva Integral da Peninsula Valdés encontra-se o Centro de Interpretação F.


Ameghino e o Museu Regional Forte San José, ambos ideais para informar-se sobre lugares a serem visitados, características gerais e geográficas de cada um, sua flora, fauna e história.


Acessando a península, deixando atrás Puerto Madryn e adentrando-se no istmo "Carlos Ameghino", que conecta a península com o continente, a paisagem e as sensações parecem apoderar-se lenta e profundamente do entorno tornando-o realmente fascinante para nossos sentidos.

Farol de Punta Ninfas Península Valdés

FAROL DE PUNTA NINFAS

Historia de la Península Valdés

A Península Valdes foi divisada pela primeira vez em 1520 enquanto Magalhães dedicava-se a percorrer as costas da grande Patagônia, e de ali por diante começou a figurar nas primeiras cartas de viagens.


Em 1778 o rei da Espanha Carlos III, preocupado ordena efetivar os assentamentos de população ao longo de toda a costa patagônica. Em janeiro de 1779, a expedição sob o mando de Juan de la Piedra descobre o Golfo de San José, produzindo-se assim o primeiro desembarque na atual praia Villarino.


Em 7 de janeiro de 1779, fundam o Forte San José (praia Fracaso) e um fortim com pequenas hortas, população que hoje se denomina Salinas Grandes; no entanto o nome "Península Valdés"começa a ser usado posteriormente graças à homenagem que rendeu Antonio Malaespina a Dom Antonio Valdés por seu apóio e conhecimentos.


Desde esse momento até 1882, quando se instala Dom Gumersindo Paz com sua família, ovelhas e éguas, a Península Valdés foi pouco visitada. Mas alguns anos depois se radicaram ali outras tantas famílias.

Museu de Pirâmides Península Valdés

MUSEU DE PIRÂMIDES

Avistamento de Baleias na Península Valdés

Partindo de Puerto Pirámides, único assentamento populacional da reserva e um dos lugares mais privilegiados para observar as famosas baleias francas do sul, consegue-se chegar até uns poucos metros destes enormes e vistosos cetáceos.


A união entre estas duas espécies e a harmonia que protagoniza o encontro faz desta excursão uma das experiências mais incomparáveis que existem.


Estes gigantescos mamíferos denominados Baleia Franca Austral, chegam ao sul em junho e até dezembro habitam as águas do golfo para acasalar e dar à luz a seus filhotes. Ao nascer medem entre 4 e 6 metros e pesam aproximadamente umas 3 toneladas.


Avistamento de Baleias na Península Valdés

AVISTAMENTO DE BALEIAS

À medida que vão passando os dias vão crescendo a passos agigantados, entre 4 e 6 cm por dia e chegam a superar os 12 metros e as 50 toneladas quando finalmente se tornam adultos. Existem 2 opções de avistamento, uma é a excursão ao meio-dia, que inclui o traslado e o avistamento; e a outra é a do dia completo, que inclui percurso pelo resto da Península Valdés visitando assentamentos de lobos e elefantes marinhos, além de reservas de aves.


No meio destas águas de Valdés as baleias estão protegidas pela Lei Nacional e pela Comissão Baleeira Internacional. Atualmente estima-se em 5000 exemplares a população, tendo sido uma espécie em extinção que se recupera muito lentamente. Esta excursão incomparável de avistamento consiste em um passeio para aproximar-se dos animais não sendo permitido tocá-las nem aproximar-se muito delas.

INFORMAÇÃO CORPORATIVA | FILIAÇÃO PARA HOTEIS