Call Center
 
Uruguai Hoteis Galeria de Fotos Impresão Informacão Mapas & Planos de Uruguai Agendar em Favoritos Uruguai

Informação do Uruguai

A República Oriental do Uruguai se encontra localizada na América do Sul, limitando ao norte e ao leste com o Brasil, ao oeste e sudoeste com a Argentina e ao sudeste com o Oceano Atlântico.

 

Seu nome provém da língua guarani e significa "Rio dos pássaros pintados". É a segunda nação menor da América do Sul e é uma das mais estáveis em matéria política e econômica.

 

A língua oficial que se fala no Uruguai é o castelhano.

Mapamundi Uruguai

Uruguai como "A Suíça da América"

A finais do século XIX, Uruguai tinha completado sua organização e durante a etapa do governo de Batlle (batllista) acabou de consolidar sua democracia chegando a alcançar altos níveis de bem-estar, similares aos europeus. Por este motivo, o país começou a ser conhecido como "a Suíça da América".

 

À prosperidade econômica acrescentaram-se grandes façanhas no futebol, nos Jogos Olímpicos: Paris 1924 e Amsterdã 1928, e os mundiais de 1930 - cuja sede foi a cidade de Montevidéu - e 1950, no Brasil, que contribuiu a perpetuar o mito da "idade de ouro" do Uruguai.

Governo e Política do Uruguai

No Uruguai existe uma democracia mixta ou semi-representativa, na qual predomina o caráter representativo do governo e mantiveram-se certas formas de governo direto por parte do povo (referendos, plebiscitos).

A democracia no Uruguai tem suas raízes bem fundas nas pessoas. Ela aprendeu a resolver suas diferenças nas urnas sem ter que recorrer jamais à violência.

 

A república tem um sistema presidencialista e seu governo divide-se em três poderes independentes:

Palacio Legislativo Uruguai

PALACIO LEGISLATIVO

  • O Poder Ejecutivo é exercido pelo Presidente da República, que actua junto com o Vice-presidente e o Conselho de Ministros. O Presidente é simultaneamente chefe de Estado e de Governo, e elege-se junto com o Vice-presidente mediante eleição popular direta, enquanto estes designam por sua vez o conselho de ministros. O Presidente tem um mandato de 5 anos sem reeleição imediata até depois de igual período desde a cessação de seu cargo. Elege-se numa mesma candidatura apresentada pelo respectivo partido. Na hipótese de nenhuma candidatura obter a maioria absoluta dos votos, procede-se a uma segunda volta entre as duas primeiras maiorias. Nessa votação resulta vencedor o candidato que obtiver a maioria simples dos votos. Desde o 1° de março de 2005 o presidente é Tabaré Vázquez.
  • O Poder Legislativo reside na Assembléia Geral, conformada pela Câmara de Senadores de 30 membros - eleitos por um período de cinco anos - e de uma Câmara de Representantes de 99 miembros, também eleitos por um período de cinco anos.
  • A Suprema Corte de Justiça está no topo do Poder Judiciário, seus membros são nomeados pela Assembléia Geral mediante uma maioria de dos terços e cujos mandatos duram dez anos. A Suprema Corte de Justiça é a última instäncia de apelação e é também a encarregada de julgar a constitucionalidade das leis. Igualmente, o Poder Judiciário está composto pelos Tribunais de Apelações, Juízes de Direito e Juízes de Paz.

Economia e Moeda do Uruguai

A moeda nacional é o "Peso Uruguayo". A economia uruguaia está baseada na produção de gado. O ganado ovino e bovino são os mais importantes; carne, lã, couro e outros subprodutos constituem as principais exportações. De menor relevância para a economia são os cultivos agrícolas, entre eles, o linho, o arroz, e a beterrava.

 

Os recursos minerais são escassos, mas a indústria tem crescido graças às importações de combustíveis e matérias primas. A principal indústria é a alimentar, seguida pela têxtil e a química. Além disso, a rede de estradas é boa e o turismo cresce rapidamente. O turismo e os serviços financeiros constituem importantes recursos econômicos.

 

Ao igual que em outros países da região, nos anos 90 estabeleceram-se políticas de abertura econômica (Mercosul) e a reforma do Estado. Porém, não houve tantas mudanças como nos países vizinhos. Tradicionalmente, Uruguai também possui elevados níveis de educação, bem-estar social e atendimento médico.

Clima no Uruguai

Uruguai é o único país sul-americano situado integramente na zona temperada. As massas de ar tropical originam-se sobre o território brasileiro ou paraguaio e trasladam-se sob a influência do anticiclone semipermanente do Atlântico e chegam ao país carregadas de umidade e com alta temperatura.


A temperatura aumenta de sul a norte pela diminução da latitude (de 35º a 30º). Devido à influência do mar as isotermas aumentam de SE a NO. Em Montevidéu o mês mais cálido é janeiro e o mais frio, julho, com uma diferença de 12º em média. As temperaturas máximas oscilan entre os 15 °C no inverno e os 32 °C no verão.

 

Os ventos mais característicos são o Norte e o Pampeiro (sopra do sudoeste). O vento do Norte é relativamente cálido e úmido, e determina um incremento global da nubosidade trazendo ar de baixa pressão. O vento Pampeiro é originário de regiõe longínquas (do oceano Pacífico), e depois de soprar dois ou três dias acaba limpando o céu de nuvens.

 

Os ventos são suaves e moderados, chegando em média aos 15 km/h, em alguns casos há ventanias que ultrapassam os 100 km/h. As precipitações acumuladas anuais médias para todo o Uruguai são da ordem dos 1300 mm.

 

O mês que registra menores chuvas em média é dezembro para todo o país, compreendidas entre 100 mm. sobre Artigas e 60 mm. sobre Rocha e Maldonado. As neblinas ou cerrações são relativamente freqüentes no invierno, no sul e centro do país. A umidade relativa média anual oscila entre 70% e 75% em todo o país. O mês mais úmido é julho, com uma média de 80%, e o mais seco é janeiro com uma média de 65%.

 

Estações climáticas do Uruguai

  • Verão de 21 de dezembro a 21 de março
  • Outono de 21 de março a 21 de junho
  • Inverno de 21 de Junho a 21 de setembro
  • Primavera de 21 de setiembre a 21 de dezembro

Geografia do Uruguai

Com uma superfície terrestre de 176.220 km², exerce também sua soberania sobre 136.935 km² de águas marinhas, fluviais e lacustres.


O relevo está vinculado na parte sul às terras pampianas e está constituído por vastas planícies onduladas e sulcadas por colinas de escassa elevação. As mais importantes são as que pertencem à Cuchilla de Haedo e à Cuchilla Grande. Seu ponto mais elevado é o cerro Catedral, com 514 metros sobre o nível do mar.

 

A bacia hidrográfica mais importante é a do Rio Uruguai, que se utiliza como via de comunicação. A bacia do Rio de la Plata está formada por rios de curso curto. A bacia da Lagoa Mirim está integrada pelos rios Yaguarão, Tacuari e outros.


O clima é temperado, as chuvas são abundantes e espalham-se uniformemente ao longo do ano. 75% do território são terreno de pastos. Os bosques são escassos: 25 % do território.

Demografía de Uruguai

A população uruguaia é formada essencialmente a partir da contribuição de grupos de imigrantes. Os povos indígenas originários quase estão desaparecidos. Assim, atualmente, a imensa maioria dos uruguaios é descendente de espanhóis e italianos e de uns poucos guaranis e africanos.


Apesar de tudo isso, recentes estudos deixam claro que grande porcentagem dos uruguaios tem ascendência nos grupos indígenas que outrora habitaram o país.

Cultura do Uruguai

Religião: Estado laico, com absoluta liberdade de cultos. A religião majoritária é o catolicismo, com 66% de adeptos, embora grande parte desta porcentagem não seja praticante. Há 2% de protestantes e um 1% de judeus. Aproximadamente 31% da população não professa nenhuma religião..


Educação: São princípios fundamentais da educação pública uruguaia a laicidade, gratuidade e obrigatoriedade, tal como foram proclamados por José Pedro Varela.


Música: A música rioplatense por excelência é o tango (e sua irmã caçula, a milonga), mas o Uruguai possui também ritmos que lhe são exclusivos, como o candombe e a murga, que têm seu ponto mais alto nas “llamadas de Carnaval”. Entre os músicos e cantores destacados encontram-se Carlos Gardel, Julio Sosa, Jaime Roos, Jorge Drexler, Eduardo Mateo, Ruben Rada e Alfredo Zitarrosa.


Pintura: Na pintura destacam Juan Manuel Blanes, Joaquín Torres García, Carlos Sáez, Rafael Barradas, Pedro Figari, Carmelo de Arzadum, Ernesto Laroche, Felipe Seade e José Cúneo.


Escultura: Na escultura distiguem-se Juan Manuel Ferrari, Manuel Pena, José Belloni, José Luis Zorrilla de San Martín, Carlos Moler de Berg, G. Fonseca e G. Cabrera.


Literatura: A poesia nasce com Bartolomé Hidalgo, iniciador da corrente gauchesca e autor dos famosos “cielitos”. Os românticos estão representados na obra de Adolfo Berro.


Em 1900 Julio Herrera e Reissig é o precursor da poesia modernista hispano-americana. Entre os líricos destacam Emilio Frugoni e Emilio Oribe. Entre os valores intelectuais com produção actual, sobressaem Juan Carlos Onetti, Carlos Martínez Moreno, Eduardo Galeano, Mario Benedetti e Jorge Majfud. No teatro destaca Florencio Sánchez. Outras poetas: Juana de Ibarbourou e Delmira Agustini.


O Tango Uruguai

O TANGO





O Carnaval de Montevideo Uruguai

O CARNAVAL





Domas en el Prado Uruguai

LAS DOMAS

Cine: Os principais expoentes do cinema atual uruguaio são Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll, que, em 2005 levaram o Prêmio Goya ao melhor filme extrangeiro hispano-falante com o filme “Whisky”. Este mesmo prêmio já tinha sido conquistado por um uruguaio em 2003, Diego Arsuaga por seu filme “El último tren”. Outras produções uruguaias de destaque são “25 Watts” e “En la puta vida”..

INFORMAÇÃO CORPORATIVA | FILIAÇÃO PARA HOTEIS